Jacqueline Santos
  • healthtech
  • Inovação
  • saúde
  • Tecnologia

Você já ouviu falar em telemedicina? Ela agrupa uma série de possibilidades de atendimento à saúde utilizando diversas tecnologias. Nos últimos meses, a busca por serviços relacionados à área de saúde de forma remota teve um grande crescimento. As empresas da área cresceram em até 400% nessa pandemia e tudo indica que é um mercado promissor. 

Em abril, foi sancionada a Lei nº 13.989/20, que permite o uso de telemedicina no Brasil, pelo menos enquanto durar a crise provocada pela pandemia e, desde então, houve a aceleração da regulamentarização do que demoraria mais tempo, usualmente.  

Quais são as vantagens do atendimento online?  

As vantagens do atendimento são inúmeras. A segurança e praticidade que o paciente e o médico possuem, principalmente no momento atual, tornam o atendimento interessante para ambas as partes. O tempo de espera também é outro. Com a telemedicina, a objetividade ganha espaço por evitar deslocamentos, salas de espera e, com isso, é possível oferecer um atendimento quase que imediato, o que pode fazer toda a diferença quando se trata de saúde.  

Além disso, podemos citar como vantagens do atendimento online: 

  • Monitoramento do paciente de forma mais recorrente 
  • Maior segurança no atendimento, tanto para o paciente, quanto para o profissional de saúde
  • Praticidade no atendimento 
  • Redução de custos  
  • Otimização do tempo  
  • Atendimento em qualquer lugar do mundo 
  • Número maior de atendimentos 

 

 O que encontramos na telemedicina?

A telemedicina apresenta uma gama variada de possibilidades de interação remota entre paciente e profissional da saúde. Ela está associada a laudos, consultas, diagnósticos, tratamentos psicológicos e envios de receitas de remédios. É importante ressaltar que os diagnósticos seguem os cuidados éticos e profissionais em todo o processo, garantindo, assim, excelência no atendimento mesmo sem contato físico direto.  

Os tipos de atendimento que podem ser realizados à distância, com a ajuda da tecnologia, são:  

  • Cirurgias: A intervenção acontece com um robô que é controlado pelo médico e segue suas instruções.  
  • Monitoramento: Pacientes internados ou que possuem diferentes comorbidades que os impedem de sair de casa podem ser acompanhados à distância 24h.  
  • Laudos: Através de softwares ou aplicativos, é possível emitir laudos e receitas médicas remotamente.  
  • Consultas: Médicos conseguem realizar anamnese mesmo distantes através de videoconferências. Além disso, é possível o envio de áudios e imagens que facilitam a compreensão dos sintomas mesmo de longe.  
  • Assistência: as vezes, o atendimento presencial se torna necessário. Sendo assim, a telemedicina possibilita que os profissionais presenciais e remotos troquem informações para acompanhar o caso, mesmo que a distância. 

No entanto, não é só limitada a isso. A telemedicina também pode ser aplicada também na educação dos profissionais de saúde através de palestras, videoconferências, cursos online, mentorias, dentre outros.  

Por fim, as expectativas são de que ela possa contribuir para melhorar a área da saúde no país e no mundo, otimizando e popularizando atendimentos e ajudando a salvar vidas.

Para acompanhar outros novidades sobre inovação e tecnologia, siga-nos no Instagram e no Linkedin!

Receba nossas novidades