fbpx
Nathalia Criscito
  • Automação
  • Inteligência Artificial

*Nathália Criscito é analista Sênior de Privacidade e Proteção de Dados na TIVIT

 

A Inteligência Artificial é uma disciplina que está cada vez mais presente no cotidiano das pessoas e empresas.

Fala-se muito de como tecnologias com IA vão transformar setores inteiros de forma exponencial nos próximos anos, mas a verdade é que este campo do conhecimento levou muitas décadas para ser desenvolvido.

Hoje vemos a rápida profusão de bots superinteligentes, robôs e carros autônomos, e algoritmos sofisticados de personalização. No entanto, os grandes marcos da evolução da Inteligência Artificial aconteceram ao longo de vários anos.

Neste post, vamos explorar o conceito de Inteligência Artificial e a importância da cientista Ada Lovelace para a criação do conceito de algoritmo. Você também verá um infográfico completo com uma breve história da inteligência artificial.

Continue lendo para saber mais!

 

O que é Inteligência Artificial?

 

A Inteligência Artificial (IA) pode ser entendida basicamente como a reprodução artificial e/ou tecnológica da inteligência cerebral humana.

É possível aplicar IA para tomada de decisões, análises, aprendizados e tudo aquilo que o cérebro humano é capaz através das sinapses neurais.

Podemos dizer que a inteligência artificial é uma espécie de cópia da rede neural humana, e que o aprendizado da IA é similar ao que acontece com o cérebro de uma criança.

Pense em uma criança. As experiências vividas por ela no decorrer dos anos são transformadas, pouco a pouco, em um conhecimento que a auxilia na tomada de suas decisões, percepções, ideias e criações.

Assim, as experiências humanas são para o desenvolvimento do cérebro o que os bancos de dados são para a IA.

Hoje, após décadas de estudos e análises realizadas por cientistas matemáticos de diversos locais do mundo, podemos usufruir das mais variadas facilidades trazidas por essa tecnologia.

 

Ada Lovelace e o marco da história da inteligência artificial

Augusta Ada Byron King, conhecida como Ada Lovelace, foi a criadora do que foi considerado o primeiro conceito de algoritmo da história.

Interessada desde jovem por matemática e criações inovadoras, a matemática acompanhou de perto a criação da “Máquina Analítica” de Charles Babbage, cuja função era o desenvolvimento de operações matemáticas complexas.

Inspirada pela ideia, Ada enxergou além e passou a estudar a possibilidade de um processador que, além de números, pudesse processar símbolos, notas musicais e até imagens artísticas.

Em 1843, ela publicou um documento em um notório jornal da época com definições detalhadas sobre o que seria uma operação de computador. Mais tarde, seus conceitos se tornariam fundamentais para a era digital.

Ada elaborou uma tabela e um diagrama que mostram com exatidão como funciona um algoritmo, mas, por falta de recursos financeiros,  não conseguiu concretizar o projeto.

Ada faleceu aos 36 anos e o reconhecimento pelo brilhantismo de suas ideias veio apenas quando Alan Turing, conhecido como o pai da computação, leu suas anotações percebeu que ela havia escrito exatamente o que era seu objeto de pesquisa: tornar máquinas parceiras da imaginação humana de modo a otimizar os processos criativos sem perder a qualidade.

 

Infográfico: uma breve história da IA

 

Ada Lovelace e Alan Turing foram os precursores desse campo do conhecimento, mas houveram muitos outros marcos que levaram a IA a ser o que é hoje.

No infográfico abaixo, produzido pelo TIVIT Labs, você consegue visualizar mais conquistas no campo do aprendizado de máquina e automação de processos. 

 

Infográfico Inteligência Artificial

Saiba mais sobre Inteligência Artificial

 

No estágio em que está hoje, a Inteligência Artificial pode ser aplicada aos mais diversos segmentos – desde a indústria até automação de análise de dados, atendimento ao cliente e inúmeras outras operações.

A Inteligência Artificial Conversacional, especialmente, veem evoluindo bastante através de agentes virtuais, chatbots e outras soluções com processamento de linguagem natural.

Quer saber mais sobre as aplicações e possibilidades da IA Conversacional? Baixe o eBook “IA Conversacional: como utilizar para automação de processos”.

IA Conversacional: como utilizar para automação de processos

Baixe agora

Receba nossas novidades