Jacqueline Santos
  • Fintech
  • Techfin
  • Tecnologia

Você já deve saber que por causa de empresas do tipo fintech e techfin a nossa forma de fazer transações bancárias está mudando.

Os setores bancários e financeiros já têm inúmero cases de sucesso em implementação de chatbots e automação de atividades, tornando seus custos mais baixos e o atendimento mais eficiente.  

Como consequência dessas mudanças tecnológicas, em 2020, segundo a Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária 2021usando como base o ano de 2021, as transações bancárias cresceram 20%, o maior aumento dos últimos anos. Mas o que estará por trás dessa movimentação? 

Além do crescimento de transações bancárias, com a pandemia, a forma de se relacionar com o dinheiro e com o celular mudaram. Ainda segundo a pesquisa citada, as transações realizadas por aplicativos bancários representaram 51% do total das operações feitas no país 

A forma como nos relacionamos com mercado financeiro mudaram e as transações, empréstimos, créditos, dentre outros, vieram para os nossos celulares. 

Mas você conhece a diferença entre essas tecnologias que utilizamos?  

Existem empresas por trás dessa tecnologia como as fintechs e techfins. Os dois tipos de empresa atuam em melhorias relacionadas ao setor financeiro através da tecnologia, porém com atuações bem diferentes.  

Mas você sabe o que cada uma delas é?

O que são as techfins e fintechs?

Hoje, mais do que nunca, a tecnologia se tornou uma grande aliada do mercado financeiro. As techfins e fintechs surgiram como soluções para potencializar esse crescimento tecnológico do mercado.

Apesar de serem palavras muito próximas, techfins e fintechs são tipos muito diferentes de negócios.

Enquanto as fintechs estão preocupadas em melhorar o sistema financeiro, as techfins estão se ocupando das transformações possíveis que a tecnologia pode fazer nesse setor.

Portanto, podemos definir cada uma como:

Techfin:

As techfins são empresas que se posicionam como empresas de tecnologia de dados, pois utilizam-se desse meio para tornar mais simples, acessível e amplo o acesso aos produtos financeiros dos seus clientes, como por exemplo crédito consignado, antecipação de recebíveis, tipos de pagamento, dentre outros.

É importante ressaltar que o foco da techfin não está em oferecer serviços e produtos para o consumidor, mas sim, em oferecer experiências e facilidades financeiras para os seus clientes que já estão consolidados.

Fintech:

As fintechs são companhias do mercado financeiro que utilizam tecnologia para oferecer serviços convencionais. Ao contrário da techfin, seu objetivo está em oferecer serviços e produtos financeiros com o olhar voltado para a experiência do usuário, com foco na agilidade e escalabilidade.

O foco da fintech está na execução de tarefas básicas que o cliente precisa executar, como verificação de saldo e gestão. Ela tem como objetivo melhorar essas atividades financeiras.

Além de tudo isso, existem outros elementos mais específicos que diferenciam essas duas potências.

Não sabe quais são esses elementos? Calma! Vamos citar alguns aqui para você conhecer ainda mais:

Principais diferenças entre techfin e fintech 

Apesar de ambas estarem revolucionando as formas de se fazer negócio através da transformação digital, existem diferenças evidentes entre elas. 

De um lado, temos uma empresa com equipes especializadas em negócios financeiros, com total disponibilidade para usuários. Do outro lado, temos equipes com experiência de muitos anos em empréstimos e financiamentos 

No entanto, nos dois modelos de empresa, existe uma forte tendência em mudar como realizamos serviços financeiros e acessar créditos. 

Veja quais são as principais diferenças entre elas:  

 

Principais diferenças entre techfin e fintech

Fonte: TIVIT Labs

As techfins tem como vantagem o conhecimento em tecnologias e nas novidades do setor, contribuindo com o seu know-how para encontrar soluções que são mais adequadas para a área, unindo experiência com a credibilidade acumulada em muitos anos atuando no segmento. 

Exemplos de techfins: Google Pay, WeChat Pay (China), AliPay, Facebook e Apple Pay.

Já as fintechs se destacam pelo foco no usuário, facilitando a sua interação com as negociações financeiras e com o foco mais direcionado em problemas pontuais, no qual vão se destacar pela agilidade e escalabilidade, porém, com limitações regulatórias.  

Exemplos de fintechs: Nubank, PagSeguro, PicPay, Banco Original e Guia Bolso.

Como exemplo de techfin, o Banking as a Service, por exemplo, é o que faz a comunicação entre uma fintech e a empresa que prestará os serviços bancários. Devido à crescente transformação digital que os serviços financeiros vêm passando, é necessária uma tecnologia que acompanhe tudo isso e esteja atualizada com as novas formas de se fazerem transações, como o PIX  para varejo e boletos, por exemplo.  

Além de facilitar e agilizar transações, ele reduz custos entre clientes e empresas, oferece mais soluções financeiras, permite controlar a gestão de operações e ainda pode oferecer cashback das transações realizadas.  

Gostou desse conteúdo? Então inscreva-se na nossa newsletter!

Para continuar a ler mais sobre inovação e tecnologia, acompanhe a gente no Instagram e no Linkedin! 

Receba nossas novidades